14.jan | 2022

As tendências da cibersegurança para 2022

As tendências do ano são oportunidades que valem a pena ficar de olho. Desde o final do ano passado, sites especializados em tecnologias começaram a apontar as soluções que serão destaques no próximo ano. 2022 chega com foco nas inteligências artificiais e LGPD, com fiscalizações tendo inicio em janeiro. Reunimos algumas das principais tendências para você ficar por dentro das novidades.

 

Inteligência artificial

Apesar de figurar nas listas de tendências há algum tempo, AI segue sendo uma das tendências para o ano. Com o avanço da tecnologia, novas ferramentas e mais investimentos, em 2022 o uso de AI terá um foco alto em cibersegurança, ocupando um papel de destaque em ações de combate as principais ameaças virtuais. A vantagem do uso dessa solução é a capacidade de análise de grandes volumes de dados com rapidez, permitindo agilidade na resposta a possíveis ataques. Outra facilidade que se pode aproveitar dessa tecnologia é a agilidade para cruzar e validar informações, detectar falhas, perigos e ter respostas rápidas caso surja algum incidente.

Machine Learning

Seguindo a linha das inteligências artificiais, a Machine Learning é uma superaposta para 2022. Essa solução se baseia no aprendizado de máquinas para analisarem possíveis ataques e responder ameaças com rapidez. O uso de AI permite criar uma memória de riscos e como lidar com exatidão em possíveis eventos maléficos.

Segurança de dispositivos móveis

Falar sobre proteção de dados está muito associada a grandes sistemas e dispositivos, mas uma das maiores ameaças para o âmbito empresarial são os smartphones e tabletes. Por ser de uso pessoal, o acesso através desses aparelhos podem ser a porta de entrada para criminosos em busca de uma brecha. Por isso, a segurança de dispositivos móveis precisa ser uma prioridade este ano, principalmente, com a estabilização do home office e a pluralidade de aplicativos ofertados neles, fazendo com que seu uso seja cada vez maior.

Segurança para dados armazenados em nuvem

O armazenamento em nuvem cresceu bastante nos últimos anos. A possibilidade de hospedar informações e arquivos em um espaço virtual é sinônimo de economia financeira e espaço físico. Embora muitas empresas que oferecem o serviço disponibilizem alguma proteção, para quem faz uso dessa solução de forma profissional, é necessário pensar em ações mais rígidas de segurança da informação para nuvem.

LGPD

Esse foi um assunto bastante discutido no ano passado, afinal, desde agosto de 2021 as multas para casos de vazamentos de dados já estão em vigor. Já que ninguém quer sentir no bolso as consequências de ataques cibernéticos, a adequação a Lei Geral de Proteção de Dados é assunto importante para 2022. Ter soluções em compliance com a lei é ponto inicial quando tratamos dados de terceiros. Se sua organização ainda não pensou na LGPD, não perca mais tempo!

 

Precisando de ajuda com segurança da informação? Fale conosco e conheça nossas soluções!