Soluções que conectam e protegem

26.set | 2022

Como descobrir se um site é mesmo SEGURO? Saiba como não cair em golpes!

Com a chegada do fim do ano e de feriados como o dia da criança e do Black Friday que movimenta muito o comércio, comprar pela internet é um meio muito mais prático que otimiza o seu tempo e não exige nenhum deslocamento, por essas razões o comércio eletrônico tem crescido a cada dia, pra se ter uma ideia até o fim de 2022 a expectativa é de que 21% das pessoas comprem online e totalize U$5,5 trilhões no mundo todo. O levantamento feito pela Emarketer – empresa de pesquisa de mercado – também fez a projeção e estimou que em 2025 as vendas online correspondam a 24,5%, representando um aumento de 6,7 pontos percentuais em um período de cinco anos, e esse é um cenário considerado ideal para hackers se aproveitarem de qualquer espaço deixado em aberto para roubarem dados importantes além de dinheiro.

Segundo um levantamento do Datafolha, um a cada três brasileiros já foram vítimas ou conhecem alguém que caiu em alguma armadilha de cyber criminosos, isso mostrar que a chance de cair em um golpe é altíssima, principalmente entre grupos com menos instrução tecnológica e uma das formas mais comuns de golpe acontecem com sites falsos, que parecem muito reais mas existem só com intuito de roubar os seus dados. Em uma estimativa feita pela CGI – Comitê Gestor da Internet no Brasil – cerca de 152 milhões de pessoas tem acesso a internet, isso significa que mais de 80% dos brasileiros com idade
acima de 10 anos está online. Com o aumento da preocupação com a segurança em ambientes digitais o desafio é justamente aprender a acessar locais seguros e confiáveis, por isso o artigo de hoje é para fazer você entender a importância de um acesso seguro e a como identificar um site falso e o que fazer se seus dados ainda assim forem roubados.

O que são esses sites falsos?

Um site falso é qualquer endereço de web com único objetivo de aplicar golpes e realizar ataques hackers, geralmente são ataques de modo PHISHING, que basicamente se consiste em capturas de dados pessoais do usuário. Para um ataque certeiro são usadas diferentes artifícios que vão de boas promoções a vouchers, dias como Black Friday e grandes feriados do calendário brasileiro são considerados datas as quais esses ataques
acontecem com mais frequência, outras maneiras que servem como iscas para esses hackers são anúncios em redes sociais ou links enviados via App WhatsApp, ao abrirem esses links são sempre solicitados cadastros os quais os usuários precisam incluir informações como CPF, número de cartão e seu nome, e ai que suas informações mais sensíveis são expostas e usadas para diversos fins. Outro golpe muito comum envolve sites que imitam instituições financeiras, onde a possível vitima recebe uma mensagem (SMS) alertando sobre bloqueio de cartão ou nome negativado no Serasa, com o desespero o usuário acessa o link malicioso e é pego pois entrega todos os seus dados incluindo senhas de acesso à conta.

Como saber se um site é ou não confiável?

Os sites falsos costumam também imitar empresas já consolidadas e é ai que o usuário acredita que o site é mesmo verdadeiro e entrega seus dados com mais facilidade, aqui seguem dicas que podem te ajudar a prestar atenção aos detalhes e não cair em um golpe!

Se atente ao layout da página do site! > Essa dica costuma passar despercebida porém é muito eficiente e merece atenção, detalhes como imagens mal recortadas e em baixa resolução além de logotipos distorcidos já podem ser um sinal de golpe!

Pesquisar a credibilidade do site >  Sempre que puder confira a credibilidade do site que está
visitando, leia a opinião de outros clientes, existem sites que podem te ajudar a ter maior clareza sobre a empresa como o reclame aqui e o posso confiar, além de sempre conferir a sua veracidade através das redes sociais (instagram, facebook, twitter ..)

O site é criptografado? Confira sempre! > Sites criptogrados não guardam dados de clientes, a criptografia é um recurso que diversos serviços digitais confiáveis usam isso porque um dos critérios de uso é para saber se o site é seguro. Para isso, é necessário que o site tenha os certificados Secure Sockets Layer ou Transport Layer Security (TLS). Quando um site tem essa proteção, aparece o símbolo de um cadeado na barra de navegação e o endereço do site (a URL) começa com HTTPS, que indica que o contato com o servidor está protegido.

Verifique indicadores de segurança no site > Empresas e organizações que são sérias precisam seguir algumas exigências como por exemplo estar em conformidade com a legislação brasileira através do LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados – verifique outros dados como endereço da empresa, telefones e CNPJ. Essas informações costumam estar na parte inferior da página ou na seção “Quem Somos”, procure também pela política de privacidade para saber como a instituição lida com os dados de seus usuários.

Instale um antivírus confiável no seu desktop > Uma última dica muito importante para proteger seu computador como um todo é de vírus e Malwares que podem roubar dados extremamente sensíveis.

Fique de olho em links encurtados > Links curtos tem sido comuns por serem mais fáceis de digitar porém podem levar o usuário diretamente para um golpe, por isso descubra sempre a qual endereço original pertence antes de clicar no link.

Com essas dicas fica mais fácil entender se um site é seguro ou não, por isso fique atento a todas possibilidades de fraude e se atente aos mínimos detalhes!

Aproveite e nos siga em nossas redes, Instagram e Facebook, além do nosso canal
Youtube, lá você vai conferir postagens em outros formatos, como imagens e vídeos, além
de conhecer um pouco sobre a nossa equipe.

 

 

Fonte
Serasa; Emarket ; Data Folha; Radar Proteste!